Sérgio Sá Leitão desmente exigência de ‘comissão de 15%’ na Lei Aldir Blanc

 Publicado por Nosso Quintal    1 de julho de 2020.

Após uma polêmica sobre a possibilidade de uma taxação de 15% na Lei Aldir Blanc, o Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, posicionou-se oficialmente e classificou como “fake News” a informação.

A reportagem partiu de um sita chamado Farofafá, do portal da revista Carta Capital, a respeito da Lei Aldir Blanc. Segundo ele, a matéria intitulada Governo de SP exige “comissão” de 15% para gerir recursos da Lei Aldir Blanc é “mentirosa da primeira à última palavra” e “fake news explícita”.

Segundo ele, a matéria intitulada Governo de SP exige “comissão” de 15% para gerir recursos da Lei Aldir Blanc é “mentirosa da primeira à última palavra” e “fake news explícita”.

Pelo Twitter, o secretário afirmou que o governo não fez a exigência citada pela reportagem e que nunca falou sobre isso, além de desafiar a revista a provar o que publicou.

Pouco depois, o secretário alegou que as medidas judiciais serão tomadas contra a revista responsável pela reportagem.

“A Secretaria de Cultura e Economia Criativa desafia a revista a provar o que publicou. Providências judiciais serão tomadas para evitar que esta mentira sórdida continue a circular. Se puder, compartilhe esta mensagem. Combater as fake news é vital para fortalecer a democracia!”, finalizou Sérgio Sá Leitão.

Nosso Quintal
 
Portal de notícias sobre cultura e iniciativas realizadas em Marília e região.
Outros Artigos
Feito com ❤️ por Sala 33