Marília terá espetáculo circense com balonismo e ‘balé voador’

 Publicado por Nosso Quintal    24 de julho de 2019.

Marília recebe neste sábado (4), a partir das 16h, espetáculo que promete encantar o público. Bailarinas aéreas desafiam a gravidade e apresentam o show “As Mulheres do Sol e o Balão – Cia Base”, voando em um balão a 20 metros de altura, numa incrível mistura entre dança vertical, circo e teatro.

A apresentação ocupará o céu da cidade e terá como base a Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Marilia. A entrada no recinto é gratuita e a classificação é livre.

O espetáculo chega a cidade por meio do programa Circuito Cultural Paulista com realização da Secretaria de Cultura do Governo do Estado, por meio da APAA (Associação Paulista dos Amigos das Artes), com apoio da Prefeitura de Marília, por meio

Espetáculo

Com texto, concepção e direção de Cristiano Cimino, o espetáculo foi inspirado na história real da aeronauta Maria Aída, pioneira no voo de balões no Brasil.

“As Mulheres do Sol e o Balão” faz uma releitura da história de Maria Aída, uma espanhola que realizou, em 1909, uma façanha até hoje inspiradora.

Para conseguir voar, Maria Aida contrata um inventor que cria uma máquina capaz de voar e transmutar-se pelos tempos. Juntando alguns marujos consegue construir a nave-balão e preparar o seu lançamento.

Com a ajuda do fogo e lutando contra os ventos celestiais a nave atinge a zona limítrofe dos tempos e traz para a terra as mulheres do sol, vindas do passado, voando num balão a 20 metros de altura. Tecidos, liras, cabos e cordas elásticas expandem o movimento até o limite do corpo.

As bailarinas da Cia Base saltam, voam, deslizam, flutuam e mergulham criando formas geométricas e desenhos no ar, atingindo os sentidos, transmitindo sensações e hipnotizando o espectador. O choque vigoroso e a leveza da dança vertical com a expressividade do teatro e a força do circo.

Cia Base

A Companhia dedica-se à criação e à pesquisa da dança vertical, integrada com o circo contemporâneo, cinema e o teatro, buscando construir um corpo que dança e comunica nos limites da gravidade, investigando um vocabulário comum entre a palavra, imagem e o movimento.

Seu espetáculo “As Mulheres do Sol e o Balão” já foi agraciado com o Prêmio Funarte de Circo em 2010, Pro cultura 2011, do Ministério da Cultura e Prêmio Documentário Crônicas da Cidade, e já foi realizado em diversas cidades com grande sucesso de crítica e público, sendo visto por mais de 100 mil pessoas.

Outros Artigos
Desenvolvido por