Como Desempenar Seu Disco de Vinil

 Publicado por Filipe Touca    1 de dezembro de 2016.

Foi mais ou menos há 5 anos que um dia entrei em um sebo, logo quando comecei a colecionar vinis, que ao dar uma olhada despretensiosa aos discos que estavam ali, encontrei o disco duplo de 1969 do Pink Floyd, “Ummagumma”, pela miséria de 10 reais. Na época, o disco deveria valer uns 60 reais, hoje encontro sendo vendido por 100 com enorme facilidade, mas a alegria não foi completa. Ao ouvir o primeiro disco do álbum me sentia como uma criança que achará um tesouro, mas quando fui ouvir o disco dois, alegria teve um fim, o disco estava empenado, o que causava alguns pulos em alguns momentos.

Se deparar com um disco empenado não é algo raro, ao ponto de se tornar um dos problemas mais comuns empenado-2enfrentados pelos colecionadores de vinis. A questão é simples, devido a fragilidade do material em que é produzido, o disco de vinil, tal problema pode ocorrer desde sua exposição ao calor, ao seu mal armazenamento, até mesmo pela má fabricação.

Pequenas ondulações não causam grande impacto sonora, mas grandes ondulações tem impacto significante na qualidade sonora, causando alterações sonoras, pulos e chiados. Desta forma, pelo menos três dicas devem ser sempre lembradas para que você não sofra com discos empenados: 1) Sempre armazene seus discos de vinil na posição vertical, de pé, e nunca na horizontal, deitado; 2) Nunca submeta o seus disco de vinil a altas temperaturas; 3) Nunca deixe exposto a luz solar, os raios ultravioletas (UV) são suficientes para produzir calor e deformação no disco.

Mas o que fazer com o disco que já está empenado? Aqui vão algumas dicas.

Livros

Particularmente, foi a forma que resolvi o problema com o meu Ummagumma comprado por 10 reais no Sebo (hehehe). Esse método é bem simples, exige pouco trabalho, mas leva tempo. Tudo que você precisa é de uma boa quantidade de livros pesados (No caso eu usei a coleção d’As Cronicas de Fogo e Gelo”) para realizar esse processo. Sob uma superfície plana coloque um pano fino, sobre o pano fino, o disco que deseja arrumar, e sobre este, outro pano fino. Em seguida, coloque os livros de forma uniforme ao longo de todos o disco, e espere, espere mais um pouco, e ainda espere mais.

No meu caso, tive que esperar por praticamente um mês até que o problema esteja resolvido, tudo vai variar de acordo com o peso colocado sobre, e com o quanto empenado está o disco.

Vidro e Forno

37cbbed7da956ac7c89ea0be60259482bb56458207d30aa17f8935e8730117ba

Outra forma utilizada para desempenar discos de vinil é leva-los ao forno. Método que eu particularmente não tenho coragem de fazer com meus discos, mas que conheço muito colecionar que faz isso. Além do risco exige um certo custo, porém sua eficiência é praticamente instantânea. Você terá que ter duas folhas de painel de vidro de substituição sem cortes padrão (tendo cerca de 50cm x 50cm), um par de luvas de forno e um item plano e pesado (como um livro, por exemplo). Primeiramente, você deve pré-aquecer seu forno a cerca de 80 a 95 ºC por volta de 10 a 15 minutos. Enquanto seu forno aquece, coloque uma das chapas de vidro sobre uma superfície, em seguida, seu disco empenado no centro do vidro, e por fim, a outra chapa por cima, fazendo um sanduíche, deixando as bordas alinhadas. Leve-o ao forno, e deixe por cerca de 2 min, mas sem tirar os olhos de vista para não correr risco de um superaquecimento. Depois com a luva, retire-o e coloque sobre uma superfície plana e em seguida, coloque o peso sobre o vidro. Assim que o vidro esfriar, você desmancha o sanduíche e confere o resultado.

E aí, já desempenou algum disco de vinil?, utilizou algum outro método?, deixe nos comentários para nos ajudar!

Filipe Touca
 
Estudante de Ciências Sociais, cristão, esquerdista, colecionador de vinil e amante das artes - "Só existe dois gêneros de música: música boa e música ruim".
Outros Artigos
Desenvolvido por