5 docs nacionais meio desconhecidos que você precisa ver

 Publicado por Filipe Touca    8 de fevereiro de 2017.

Existem documentários nacionais que são muito recorrentes e citados. Ilha das Flores; Pro Dia Nascer Feliz; Quebrando o Tabu; Ônibus 174 e assim por diante. Porém existem muitos outros que correm pelas berradas e que são de uma genialidade imensa. Por isso separamos 5 documentários brasileiros que não estão na boca do povo, mas que mereciam estar, e que você precisa ver.

 

Efeito Casimiro (Clarice Saliby – 2013 – 15 min)


Em 1980, 10 mil pessoas permanecem em silêncio olhando para o céu à espera de um disco voador. É apenas este o fato que Clarice Saliby busca relatar em seu curta. A história se passa na cidade de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro, onde Edílcio Barbosa, suposto mensageiro de Júpiter, havia anunciado a missão extraterrena alguns meses antes e, misteriosamente, o fato ganhou proporções internacionais. O curta, de uma forma bem elaborada, mostra a repercussão do fato e algumas contradições presentes nesta história.

Quarta B (Marcelo Galvão – 2005 – 90min)

O que acontece quando um faxineiro de uma escola encontra um tijolo de maconha dentro da sala da quarta série? Bem, este documentário traz um reflexão um tanto quanto interessante sobre o debate canábico. Realizando uma reunião com os pais dos alunos da Quarta B, todos buscam saber de quem era a posse da droga. Em meio as acusações surge uma proposta, por que os pais não deveriam experimentar a droga com o objetivo de compreender seus efeitos? E ai que se tem o ponta pé inicial para a discussão sensacional proposta por este longa.

Adeus, Geral (2016 – 46min)

Produzido por membros de uma série de páginas do Facebook que lutam contra o processo de modernização do futebol no Brasil, “Adeus, Geral” é um documentário que busca discutir as implicações desse processo e principalmente, sobre a elitização decorrente nos estádios nacionais. Com a participação de nomes como Juca Kfouri, Tite, Paulo Nobre e entre outros.

Um Lugar ao Sol (Gabriel Mascaro – 2009 – 71min)

A proposta do documentário é um tanto quanto curioso, abordar universo dos moradores de coberturas de prédio das cidades de Recife, Rio de Janeiro e São Paulo, e  mais do que isso, promover um rico debate sobre desejo, visibilidade, insegurança, status e poder que estes possuem.

O Dia Em Que Dorival Encarou a Guarda (Jorge Furtado – 1986 – 15min)

Do mesmo diretor do famosos “Ilha das Flores”, “O Dia em que Dorival encarou a guarda” é um fabuloso curta que busca mostrar os limites que Dorival chega dentro da cadeia, em pró de seu objetivo, poder tomar o banho.

https://www.youtube.com/watch?v=zRO1HIVkFTc

 

Filipe Touca
 
Estudante de Ciências Sociais, cristão, esquerdista, colecionador de vinil e amante das artes - "Só existe dois gêneros de música: música boa e música ruim".
Outros Artigos
Desenvolvido por